pube
Cervejas

Campo experimental de lúpulo é inaugurado em Viana

por Site Prefeitura

em 12/01/2022 às 12h53

4 min de leitura

Campo experimental de lúpulo é inaugurado em Viana

*Fotos: Victor de Andrade/Comunicação Prefeitura de Viana

O primeiro campo de lúpulo experimental municipal do país foi inaugurado ontem (11), em Viana (ES). O campo é localizado no viveiro municipal de responsabilidade da Secretaria Municipal de Agricultura, que cultiva 68 plantas de oito espécies diferentes de lúpulo. O campo terá capacidade anual de produzir 12 mil mudas.

A Prefeitura de Viana será a primeira do Brasil a ter um campo que vai fomentar o plantio e a pesquisa e também o Polo de Cervejas Artesanais. As mudas serão estudadas para definir quais espécies se adequam melhor ao clima local, bem como sua produção em quilo por planta e a qualidade de seus óleos essenciais.

O campo servirá como reprodutor de mudas a serem doadas aos agricultores de Viana interessados na produção de lúpulo, que tem seu quilo comercializado em valores que vão de R$ 200 a R$ 300. As mudas plantadas no viveiro começam a produzir a partir de três meses as inflorescências, que contêm substâncias importantes que garantem aroma, amargor e outras propriedades à cerveja.

A Prefeitura de Viana será a responsável por cuidar do campo e dar assistência técnica com agrônomo e técnico agrícola. O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Campus Vila Velha, participa com os estudos científicos dos óleos e desenvolvimento das plantas.

pube

“Queremos proporcionar aos turistas um polo de cervejarias, para verem a produção do lúpulo, do malte e participem da colheita anual. Vamos levar a festa e outros empreendimentos, que seja gastronomia ou hotelaria, para desenvolver essa rota turística na cidade de Viana. O objetivo é gerar emprego, oportunidade e renda, além de lazer e cultura para nosso município”, pontuou o prefeito Wanderson Bueno.

O campo traz outra novidade: terá iluminação artificial noturna para possibilitar duas produções por ano. Sem essa iluminação só se produziria uma vez por ano, conforme explica Juliano Souza Ribeiro, professor de química do Ifes e coordenador do laboratório de análise de cerveja (Lacemp).

“Como este campo, podemos ter um controle de qualidade químico e a garantia de variedades para trabalhar. Serão oito variedades de lúpulo”, comentou o professor.

As mudas utilizadas para a construção do campo de lúpulo foram cedidas pelo Viveiro Ninkasi, em Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, o maior viveiro de lúpulo do país e o primeiro a ter mudas com certificação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A Hopfenbüge, produtora de lúpulo de Domingos Martins, e Cyro Vargas, de Venda Nova do Imigrante, também doarão mudas. A construção do campo e os materiais utilizados foram doados pelo empresário capixaba Gabriel Smiderle.

Centro de formação de cervejeiros

Além do campo de lúpulo, Viana terá o Centro de Formação Profissional do Polo Capixaba de Cervejas Artesanais (Tecnocerva). A Prefeitura de Viana assinou um termo de compromisso com a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes) e o Instituto Federal do Espirito Santo (Ifes) no último mês de novembro para a criação do Centro, que vai suprir a crescente demanda por mão-de-obra qualificada do mercado de cervejas artesanais do Estado.

“Este centro de formação vai trazer capacitação, tecnologia e desenvolvimento industrial, apoiando a retomada econômica e fomentando o agroturismo da cidade”, destacou o prefeito.

O centro terá ainda uma Fábrica Escola com todos os equipamentos necessários para fabricação de cervejas, como sala de brassagem (maceração), tanque de água quente, tanques de fermentação, câmara fria e outros equipamentos.

A escola será instalada na Escola Municipal Unidocente de Ensino Fundamental (Emuef) Deoclides Pereira, localizada em Pedra da Mulata, região rural de Viana.

pube